A DHL está negociar com a ANA a instalação de uma plataforma logística no aeroporto de Lisboa. O Governo está empenhado no projecto, disse hoje o secretário de Estado dos Transportes, na inauguração da plataforma do aeroporto do Porto.

Passaram cerca de dez anos desde que a DHL demonstrou pela primeira vez a intenção de se instalar no aeroporto Francisco Sá Carneiro. Ano e meio bastou, desde a assinatura do contrato com a ANA, para iniciar as operações no novo centro, que representou um investimento de cinco milhões de euros.

A nova plataforma da DHL apresenta o “estado da arte” da concepção e dos equipamentos em instalações semelhantes. E por isso estará já a ser usada como caso de estudo dentro do grupo DHL. “Ainda na semana passada tivemos uma visita da Turquia, por causa da renovação que pretendem fazer na plataforma do aeroporto de Istambul”, disse ao TRANSPORTES & NEGÓCIOS Jorge Teixeira, um dos “pais” do projecto do Porto.

Para Lisboa, a DHL tem planos ainda mais ambiciosos. A ideia será concentrar no aeroporto da Portela todos os serviços da companhia actualmente dispersos pela capital. O que implicará reunir cerca de 300 quadros.

A ser construída, a plataforma propriamente dita seguirá o modelo – e as capacidades – da do Porto, mas a área administrativa e de apoio será substancialmente maior. E daí que o investimento estimado ronde os dez milhões de euros.

A localização ainda não está definida, mas a proposta da DHL aponta para o aproveitamento de uma zona de baldio, com uma área de cerca de 11 mil metros quadrados, e que tem garantidos os acessos dos lados ar (com placa para o estacionamento dos aviões) e terra.

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Silva Monteiro, que esteve presente na inauguração da plataforma da DHL no Porto, saudou o investimento como sendo um sinal de confiança que se transmite aos investidores estrangeiros, e garantiu que “temos estado a trabalhar para uma base como esta em Lisboa”.

 

Comments are closed.