Desde o passado dia 1, a Dinamarca multiplicou por dez o valor das multas aplicadas nos casos em que os motoristas realizem o descanso semanal na cabina.

A nova legislação prevê multas de dez mil coroas (1 340 euros) para o motorista e de 20 mil coroas (2 027 euros) para a entidade patronal, ou seja, valores dez vezes superiores aos anteriores, em caso de não conformidade com os regulamentos dos tempos de condução e repouso. O objectivo de Copenhaga é melhorar as condições de trabalho dos motoristas e lutar contra a concorrência desleal.

A União Europeia, recorde-se, impõe aos motoristas uma pausa semanal de 45 horas seguidas em que os profissionais devem estar fora da cabine.

O aperto das regras na Dinamarca foi bem recebido pelos operadores do sector no país. “Estas medidas são absolutamente transparentes. Não é possível aos motoristas passarem semanas ou meses inteiros nos seus camiões. O aumento do valor das multas é um sinal de que não aceitamos essas coisas”, explicou Erik Ostergaard, responsável pela federação de transportes dinamarquesa DTL.

Também o presidente da 3F Transport, Jan Villadsen, elogiou a iniciativa. “[É] sinal de uma política justa contra o dumping social e práticas de pirataria nos transportes”, disse.

 

 

Comments are closed.