As receitas da DP World aumentaram 9,6% no período de Janeiro a Junho em relação ao período homólogo do ano passado, para 2 295 milhões de dólares (1 944,7 milhões de euros), em resultado de maior capacidade instalada e melhor ambiente de negócios. O operador portuário prevê um segundo semestre de crescimento.

DP World - Jebel Ali

O desempenho financeiro da DP World em outros indicadores no primeiro semestre foi, também, positivo. O EBITDA ajustado aumentou 4,2% e a margem de EBITDA ajustada foi de 53,4%, gerando um lucro atribuível aos proprietários da companhia de 606 milhões dólares (513,5 milhões de euros) e um ganho por acção de 0,73 dólares (0,62 euros).

“O nosso balanço continua forte e continuamos a gerar altos níveis de ‘cash flow’, o que nos dá a capacidade de investir no crescimento da nossa carteira actual e a flexibilidade para fazermos novos investimentos se surgirem as oportunidades certas, e oferecer retornos melhorados aos accionistas no médio prazo”, afirma, citado em comunicado de imprensa, o presidente e CEO da DP World, Ahmed Bin Sulayem.

“No primeiro semestre de 2017, investimos 595 milhões de dólares (504,2 milhões de euros) em despesas de capital em mercados-chave de crescimento e anunciámos mais de 170 milhões (144 milhões de euros) em aquisições nos nossos negócios marítimos, o que oferece oportunidades de crescimento significativas. Esses investimentos deixam-nos bem posicionados para concretizar a nossa estratégia para fortalecer os nossos serviços relacionados com portos e capitalizar o significativo potencial de crescimento de médio a longo prazo deste sector”, explica Ahmed Bin Sulayem.

O executivo está confiante para a totalidade do exercício para a DP World. “Olhando para a segunda metade do ano, esperamos que os níveis mais altos de produtividade se mantenham. No geral, o desempenho financeiro constante dos primeiros seis meses deixa-nos confiantes em satisfazer as expectativas do mercado para todo o ano”, conclui o líder da DP World.

 

Comments are closed.