A DP World está em vias de entrar no mercado chileno, depois de acordar a compra da maioria da Puertos y Logistica (Pulogsa), que opera dois portos no país sul-americano.

A DP World anunciou que chegou a acordo com a Minera Valparaiso e outros accionistas associados no grupo Matte para adquirir uma participação de 71,3% na Pulogsa. Ao mesmo tempo anunciou uma OPA geral sobre a empresa, cotada na Bolsa de Valores de Santiago. A intenção é ficar com 100% da companhia, para o que se dispõe a investir 502 milhões de dólares (cerca de 473 milhões de euros).

A Puertos y Logistica (Pulgosa) opera dois portos no Chile: o Puerto Central, em San António, de que detém a concessão até 2031, e o Puerto Lirquén, o maior porto privado de uso público do país, em Concepción, a Sul da capital, Santiago.

A companhia chilena tem ainda uma operação logística considerável que se estende por grande parte do país sul-americano.

A DP World pretende fechar a operação ao longo do primeiro semestre do ano. O negócio será financiado com fundos próprios.

Com este investimento, a DP World estreia-se no Chile, alargando assim a sua presença no continente sul-americano.

Comments are closed.