A DriveNow, a nova empresa de carsharing da Brisa, iniciará as operações em Lisboa no próximo dia 12 de Setembro, foi hoje anunciado.

DriveNow

A operadora – um franchise da DriveNow, criada pela BMW e pela rent-a-car Sixt – arrancará com uma frota de 211 veículos (11 eléctricos), todos das insígnias BMW e Mini e um investimento de cinco milhões de euros.

No imediato a área de operação da DriveNow restringir-se-á a 48 quilómetros quadrados, da “Segunda Circular para dentro”, explicou o director para a operação em Portugal, João Oliveira.

O plano de negócios aponta para 10 mil utilizadores até ao fim do ano corrente e 25 mil depois de um ano de operação.

Quanto à expansão para outras cidades, João Oliveira admitiu que a empresa está “a olhar para o Porto”, mas depois de “consolidar Lisboa”.

Lisboa é a 13.ª cidade europeia onde a Drive Now operará, e a primeira onde não serão precisos cartões para utilizar os veículos (à excepção dos eléctricos), mercê do recurso à tecnologia Via Verde.

Lançada em 2011, a DriveNow opera actualmente com uma frota de 5 700 veículos e uma base de 925 mil clientes. A capital portuguesa é a terceira cidade a implementar o serviço em regime de franchise, depois de Copenhaga e Helsínquia.

A exemplo do que se verifica noutras plataformas de carsharing, também com a DriveNow tudo é feito com recurso a uma aplicação, que permite encontrar os veículos disponíveis nas proximidades (de acordo com os gostos e necessidades de cada um), aceder ao seu interior, utilizá-lo e, no fim, pagar.

Os promotores da DriveNow dizem que o seu objectivo é fazer com que os seus clientes deixem de ter carro próprio. E sustentam que isso já aconteceu com 15 mil veículos.

 

Tags:

Comments are closed.