Não é novidade para ninguém e o mais recente relatório confirma-o: o e-commerce continua em franco crescimento na Europa.

e-commerce deverá crescer 13% este ano na Europa

O Relatório Europeu sobre Comércio Electrónico B2C 2018 indica que, em 2017, houve uma subida de 11% nas compras online, para um volume de negócios de 534 milhões de euros. A previsão é que 2018 volte a ser de aumento na actividade, com um incremento de 13%, para 602 milhões de euros de facturação total.

A Europa Ocidental foi, em 2017, responsável por 68% do volume de negócios “electrónicos” no continente, em virtude do maior uso da Internet e do elevado nível de confiança dos consumidores no canal online na região.

Grã-Bretanha, França e Alemanha foram os três mercados principais no ano passado. A previsão de volume de negócios para 2018 naqueles países é, respectivamente, de 178, 93,2 e 93 milhões de euros.

Por tipo de compra, o Relatório Europeu sobre Comércio Electrónico B2C 2018 indica que, no ano passado, 36% das aquisições foram feitas no segmento de vestuário e produtos desportivos. Seguoram-se as viagens (31%), software e meios de comunicação (31%), utensílios domésticos (26%), bilhetes para eventos (22%), alimentação (14%), equipamentos electrónicos (14%) e medicamentos (8%).

Amazon, Argos, Bonprix, Currys, Debenhams, Decathlon, Deichmann, Halfords, Homebase, House of Fraser e Marks & Spencer são as lojas online que dominam o mercado europeu de e-commerce, de acordo com o relatório.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.