O Conselho Conjunto do Programa Europeu de Carga Aérea (EACP JC, na sigla em inglês) rejeita a cobrança de juros por atraso de pagamento quando o pagamento do CASS está atrasado, uma vez que os transitários se opõem à aplicação dessa medida na Europa.

De acordo com a IATA, esses atrasos nos pagamentos, em boa parte concentrados em algumas grandes companhias, representam uma “perda económica significativa” para o CASS. A este respeito, foi decidido criar um grupo de trabalho com três representantes de cada parte, a fim de explorar uma possível solução e comunicá-la ao EACP JC no prazo de seis meses.

A recusa do EACP JC, que é o órgão consultivo do sector europeu de carga aérea, da cobrança de juros por atrasos no pagamento do CASS foi decidida numa reunião, em Genebra, na qual foram aprovadas duas resoluções.

Uma sobre a não elegibilidade das companhias GSA com estatuto de agentes de carga e outra relativa à eliminação de referências cruzadas nas resoluções para que o CASS import fique completamente separado do CASS export (as irregularidades no CASS import não afectarão o funcionamento do CASS export).

 

 

 

 

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.