Por causa da quebra acelerada da procura, devida à pandemia de Covid-19, a Eimskip prevê despedir 54 pessoas, 39 das quais na Islândia.

Eimskip sofre com quebra da procura

Ao longo das últimas semanas, a Eimskip cancelou diversas travessias e devolveu navios que tinha em regime de fretamento, enquanto o CEO, Vilhelm Mar Porsteinsson, anunciou um corte de 10% no ordenado.

“A jornada da companhias para integrar e optimizar a operação não tem sido fácil, principalmente no que diz respeito à redução de funcionários. No entanto, tem sido importante considerando os resultados financeiros nos últimos dois anos. A pandemia de Covid-19 também aumentou muito a incerteza, que não pode ser ignorada. Ao tomar estas medidas, fortalecemos a posição financeira da companhia e as suas operações no futuro. Também devemos ter em mente que a companhia investiu consideravelmente em automatização e na reforma de processos e procedimentos de trabalho que apoiam estas medidas. Não prevemos medidas adicionais desta escala num futuro próximo”,  indica, citado em comunicado, o CEO.

Os planos da  Samherji, um grupo de pesca islandês, para comprar a Eimskip foram suspensos no mês passado devido às incertezas financeiras provocadas pela expansão da Covid-19.

 

 

Tags:

Comments are closed.