A Transtejo recebeu quatro propostas ao fornecimento de dez navios eléctricos. Os Estaleiros Navais de Peniche são os únicos portugueses.

A Transtejo anunciou hoje ter recebido quatro propostas relativas ao concurso, lançado em Janeiro passado, para a construção de dez navios eléctricos para a travessia do Tejo. Os candidatos são os Estaleiros Navais de Peniche, a Majestic Glow Marine, de Singapura, a Holland Shipyards, dos Países Baixos, e os Astilleros Gondan, de Espanha.

O preço base para o fornecimento dos dez navios é de 57 milhões de euros. De acordo com o caderno de encargos, as entregas das embarcações deverão acontecer entre 2022 e 2024.

No ano passado, a Transtejo lançou e anulou um concurso para o fornecimento de quatro navios a GNL, num montante de 90 milhões de euros. Em alternativa, avançou o procedimento agora em curso.

Entre os candidatos hoje conhecidos nota-se a ausência dos estaleiros do Grupo ETE – Navalrocha e Navaltagus – que ainda recentemente foram declarados vencedores do concurso para o fornecimento de um ferry eléctrico para São Jacinto (Aveiro), num processo contestado pelos Estaleiros Navais de Peniche.

 

 

This article has 1 comment

  1. Mais 1 negócio cujo contrato é no mínimo muito pouco transparente envolto em muita polémica porque do ponto de vista técnico tem sido muito mal gerido de forma muito incompetente porque a tecnologia não é a mais eficiente e barata ou seja na análise custo/benefício há melhor no mercado !

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*