A EMEF atingiu no ano passado um resultado líquido de 3,4 milhões de euros, mais do que duplicando os 1,3 milhões conseguidos em 2015, anunciou a empresa do Grupo CP.

EMEF - Metro do Porto

2016 foi, assim, o terceiro ano consecutivo de lucros da EMEF, que ainda em 2013 perdia mais de três milhões de euros e em 2014 já lucrou 900 mil.

O volume de negócios voltou a crescer, agora cerca de 10%, tendo atingido o valor recorde de 63 milhões de euros. Para tal contribuíram os serviços prestados à CP mas também a outros operadores, casos da Medway, Fertagus, Metro do Porto e companhias espanholas.

O ano findo ficou ainda marcado pelo arranque da modernização da frota de comboios pendulares da CP, que garante trabalho e receitas à EMEF.

O EBITDA, sem indemnizações, cresceu de forma “significativa” até aos 5,6 milhões de euros. E a dívida financeira reduziu-se mais um um pouco, situando-se nos 15,6 milhões de euros.

Regresso ao investimento

Para responder ao acréscimo de trabalho, a EMEF contratou no ano passado  cerca de uma centena de colaboradores e investiu 1,3 milhões de euros na melhoria das instalações oficinais no Centro e Sul.

Em preparação está um investimento da ordem dos 7,5 milhões de euros, numa nova unidade de manutenção e reparação de rodados, a localizar no Entroncamento. O objectivo é servir o mercado ibérico e, mesmo, chegar além-Pirinéus.

 

Tags:

Este artigo tem1 comentário

  1. Grande EMEF
    Conhecimento no lugar certo.