A Plataforma Logística de Saragoça (Plaza) está a negociar com empresas chinesas a venda da totalidade das pequenas naves industriais disponíveis no seu perímetro.

No total são 52 armazéns que perfazem 20 mil metros quadrados. Dez desses espaços têm a dimensão de 600 metros quadrados, enquanto os restantes têm 300 metros quadrados e destinam-se a actividades logísticas, de serviços e comércio.

Os responsáveis da Plaza apostam em que as empresas chinesas utilizem a plataforma de Saragoça como centro de distribuição das suas mercadorias.

A Plataforma Logística de Saragoça pretende lançar “em breve” um novo parque para 450 camiões, que será gerido pela empresa Mariano López Navarro. A estrutura, que está em fase de construção, ocupará, numa primeira fase, 50 mil metros quadrados e, numa segunda fase, 75 mil metros quadrados.

O projecto inclui a instalação de equipamentos de produção de energia solar fotovoltaica.

O novo parque para veículos pesados estará rodeado por uma vasta área de serviços, cuja comercialização “irá começar em breve”, garante o “Diario del Puerto”, citando fontes da Plaza. O objectivo é instalar ali lojas, um hotel e uma estação de serviço, entre outros. No total, serão 80 mil metros quadrados, que serão comercializados por fases.

Os comentários estão encerrados.