Desde sábado, a auto-estrada espanhola AP-1 deixou de ter portagens nos 84 quilómetros do troço entre Burgos e Armiñón.

Espanha acabou com portagens na AP-1

A decisão do governo de Espanha de acabar com as portagens naquela via segue-se ao fim do contrato de concessão. A partir de agora, a gestão e conservação do troço é da responsabilidade do Ministério do Fomento.

É a primeira vez que uma auto-estrada portajada em Espanha deixa de sê-lo. Mas não será certamente a última.

O compromisso do governo de Espanha é que as concessões que terminem nesta legislatura não serão prolongadas, nem serão novamente levadas a concursos. A gestão das infra-estruturas passará para as mãos dos organismos públicos, deixando de haver concessionários privados.

As próximas auto-estradas a tornarem-se gratuitas serão a AP-7 Tarragona-Alicante e A AP-4 Sevilha-Cádis. Mas isso só a partir de 31 de Dezembro do próximo ano.

No total, o Executivo espanhol propõe-se acabar com as portagens em 468 quilómetros de portagens. No entretanto, estuda um novo modelo de pagamento da utilização das vias rodoviárias para financiar a sua manutenção.

 

Tags:

Comments are closed.