Espanha vai baixar as taxas aéreas em 12% em 2019, o triplo do antes previsto. Para 2018 e 2020, as descidas nas taxas anunciadas permanecem inalteradas.

As taxas aéreas espanholas mantiveram-se entre 2012 e 2017. Em Julho último, o ministro do Fomento, Iñigo de la Serna, impôs uma redução de 11,5% até 2020. O plano original era reduzir as taxas em 3% em 2018, em 4% em 2019 e em 5% em 2020.

O governante espanhol, que anunciou as novas percentagens no Congresso Mundial da Gestão do Tráfego Aéreo, que decorre até esta quinta-feira em Madrid, liga a redução das taxas ao compromisso de Espanha com a criação do espaço aéreo europeu unificado. Os novos preços propostos pelo Fomento farão com que o país vizinho tenha as taxas aéreas mais baixas da União Europeia.

Espanha registou um número recorde de turistas em 2017, tendo a maioria entrado e saído do país de avião.

De la Serna sublinhou que a Enaire, companhia-mãe da Aena, aumenta de forma ininterrupta do tráfego aéreo há 52 meses.

 

 

 

Tags:

Este artigo tem1 comentário

  1. Será que a ANA / VINCI tem capacidade para descer as taxas praticadas às companhias aéreas em Lisboa e no Porto ou vai perder ainda mais a sua capacidade de concorrer com Madrid e Barcelona ? Aguardemos …