Foi finalmente publicada no Boletim Oficial do Estado espanhol (o equivalente ao Diário da Republica português) a lei do Plano PIMA Transporte, para a renovação de frotas de veículos pesados.

A proposta do governo espanhol já era conhecida desde Maio, quando o primeiro-ministro, Mariano Rajoy, a anunciou, mas só agora se torna oficial.

O valor do incentivo começa nos 1 500 euros, para camiões entre 3,5 e 7,5 toneladas, e ascende a 3 000 euros nos veículos com mais de 16 toneladas. Nos autocarros, o incentivo é sempre de 3 000 euros. Estes apoios são concedidos contra o abate de veículos pesados com mais de oito anos que possam circular por meios próprios.

O Plano PIMA Transporte compreende 4,7 milhões de euros e permitirá, até Outubro de 2015, a renovação de cerca de 1 800 autocarros e camiões no país vizinho.

O governo espanhol prevê que este plano permita a redução das emissões de CO2 e o consumo de combustível em 15% por veículo abatido, além de uma baixa nas emissões de NOx e de partículas em suspensão.

Ainda por confirmar, mas com probabilidade de concretizar-se, está a criação de uma linha de crédito “com taxas vantajosas” do Banco Europeu de Investimento (BEI) para as entidades que tenham renovado um camião ou autocarro ao abrigo do Plano PIMA Transporte e decidam comprar outros. A linha de crédito terá um valor de 200 milhões de euros, mas poderá atingir os 400 milhões, pois os contratos do BEI são assinados com bancos locais que, habitualmente, se comprometem a conceder, por sua conta, financiamento em montante e condições semelhantes.

 

Comments are closed.