Depois de vários atrasos, o Governo espanhol anuncia para a próxima semana a apresentação do conjunto de iniciativas para dinamizar o transporte ferroviário de mercadorias.

O plano foi anunciado no auge da crise económica, visando revitalizar o sector, ajudar ao desenvolvimento da economia e, ao mesmo tempo, reduzir os impactes ambientais da actividade transportadora.

A elaboração do plano leva já mais de um ano. As medidas a anunciar resultam das muitas reuniões mantidas pelo secretário geral dos Transportes, José Luís Cachafeiro, com todos os agentes do sector assim como com todas as direcções gerais das diferentes comunidades autónomas.

A escolha dos locais de implantação das plataformas de transferência modal das cargas foi um dos temas de maior fricção, por motivos óbvios. E terá sido também um dos motivos para os sucessivos adiamentos da apresentação do documento final.

O governo de José Luis Zapatero aposta em aumentar a quota de mercado da ferrovia no transporte de mercadorias. Actualmente não chega aos 4%.

A apresentação do plano de revitalização do transporte ferroviário de mercadorias acontece numa altura em que o Ministério do Fomento confirmou a intenção de estudar – com os parceiros do sector – a aplicação da Eurovinheta ao transporte rodoviário.

Os comentários estão encerrados.