Apesar da contestação, desde as zero de ontem, dia 2, que o tráfego de camiões em troços da N-340 e N-240, na Catalunha, está a ser desviado para as auto-estradas. Os transportadores afectados têm descontos nas portagens.

Espanha dá descontos aos camiões desviados para as auto-estradas

Desde domingo que os veículos pesados estão impedidos de circular em troços da N-340 e N-240. O governo espanhol justifica a medida com a diminuição do congestionamento e do nível de emissões naquelas vias.

Em comunicado,  o Ministério do Fomento espanhol sustenta que a N-340 – que atravessa a Comunidade Autónoma da Catalunha, entre as cidades de Peñíscola-LHospitalet de LInfant e Altafulla-Vilafranca – e a N-240, na passagem entre Les Borges Blanques-Montblanc, são estradas convencionais que suportam um elevado tráfego de veículos pesados, o ​​que contribui para aumentar o congestionamento e a poluição sonora, especialmente nos troços urbanos.

Para compensar os transportadores pelos sobrecustos do desvio obrigatório, o Executivo de Madrid decidiu atribuir descontos nas portagens nas auto-estradas AP-7 AP-2.

As medidas destinam-se à categoria Pesado 2 e consistem num desconto de 50% nas portagens para os veículos com sistema electrónico Via T e de 42, 53% para os restantes. Os troços da AP-7 abrangidos são os situados, inclusive, entre as saídas 43 (Peñíscola) e 38 (L’Hospitalet) e 32 (Altafulla) e 30 (Vilafranca Sur). Já na AP-2 os troços são os que ficam, inclusive, entre as saídas 7 (Les Borges Blanques) e 10 (La Pla de Santa María).

Além disso, também os veículos ligeiros ficam isentos de portagens no troço da AP-7 entre Vilafranca Sur e Vinaroz/Alcanar (em trajectos de ida e volta realizados num prazo de 24 horas e com pagamento de portagens com sistema electrónico).

As medidas vigorarão até ao final do período de concessão, que no caso da Aumar ocorre a 31 de Dezembro de 2019 e no caso da Acesa a 31 de Agosto de 2021.

 

 

Comments are closed.