O Ministério do Fomento de Espanha adjudicou (via Adif Alta Velocidad) obras no montante de 45,5 milhões de euros para a ligação de todas a linhas de Alta Velocidade do Norte e do Sul do país na Comunidade de Madrid.

AV Chamartin

A ligação será feita pelo túnel Atocha-Chamartín, de 7,3 quilómetros, e pelo aumento da capacidade da infra-estrutura entre a estação da Porta de Atocha e o limite do município de Torrejón de Velasco, com 27,2 quilómetros de comprimento.

Concluídas que estejam as obras, será possível chegar a Madrid pelos corredores do Norte e do Noroeste e do Sul (linhas do Levante e Andaluzia) sem transbordos.

Ao mesmo tempo passará a ser possível cruzar verdadeiramente o país vizinho em Alta Velocidade. Não se sabe ainda se a Renfe virá a lançar comboios directos que liguem Espanha de lés-a-lés. Certo é que na sua ausência bastará trocar uma vez de comboio em Madrid.

Os comentários estão encerrados.