Até ao final do ano, o governo espanhol prevê lançar  concursos no total de 2 400 milhões de euros em obras ferroviárias, sobretudo na Alta Velocidade, anunciou a ministra do Fomento, Ana Pastor.
AV Madrid-Valencia

Aquele montante junta-se aos 1 200 milhões de euros destinados à construção e manutenção de estradas, o que eleva para 3 600 milhões o valor dos concursos a lançar pelo país vizinho até ao fim de 2015 em infra-estruturas de transportes terrestres.

Tendo em conta que já estão a decorrer concursos públicos no valor de 1400 milhões de euros, o total de licitações públicas de Espanha em construção civil no ano em curso vai superar os 5 000 milhões de euros.

Em concreto sobre a Alta Velocidade ferroviária, a ministra do Fomento de Espanha, que discursou na terça-feira (dia 14), em Madrid, na conferência “Sector da construção, desafios ante a recuperação”, salientou que “o AVE é um investimento com retorno social, no meio ambiente e económico no qual o Governo continuará a apostar”.

Ana Pastor deu como exemplo que o projecto da linha Madrid-Valência gerou 44 mil empregos, 2 700 milhões de euros de riqueza e um aumento da produção de 6 600 milhões de euros. A governante sublinhou que cada euro investido representou 2,03 euros para o PIB e que cada emprego directo originou 2,05 postos de trabalho indirectos.

 

 

 

 

Comments are closed.