Espanha reduz portagens na AE Madrid-Toledo

Desde o passado sábado, o preço das portagens na AP41, a auto-estrada que liga Madrid e Toledo, em Espanha,  é mais barato 30%.

Espanha baixa portagens nas auto-estradas resgatadas

A redução agora implementada é mais um passo na estratégia de redução das portagens nas auto-estradas resgatadas pelo Estado, anunciada pelo governo de Madrid em Dezembro do ano passado.

A redução das portagens incidirá nas quatro radiais de Madrid (R-2, R-3, R-4 e R-5), na M-12 (para o aeroporto Madrid-Barajas), na AP-41 (Madrid-Toledo), na AP-36 (Ocaña-La Roda) e em dois troços da AP-7 (o que liga Cartagena e Veray e a circunvalação de Alicante), que o Estado espanhol explora através da empresa pública Seittsa.

Todas estas auto-estradas em causa foram resgatadas pelo governo de Mariano Rajoy, na sequência da falência das respectivas concessionárias.

As vias resgatadas têm 484 quilómetros de trajectos portajados, a que se juntam 200 quilómetros gratuitos, incluindo a M-50, o anel rodoviário de Cartagena e a A-7 entre Elche e Crevillente.

O Executivo espanhol aposta na redução das portagens para melhorar a mobilidade captar mais tráfego para aquelas vias. E a verdade é que os números parecem querer dar-lhe razão, pelo menos no que toca ao tráfego de pesados.

Os descontos acrescem ao congelamento dos valores das portagens no início do ano (os preços não subiram a 1 de Janeiro). Além do que todas auto-estradas são gratuitas entre a meia-noite e as seis da manhã.

Comments are closed.