Mais de 20 anos volvidos, Espanha voltará a ter um Ministério dos Transportes, anunciou a secretária-geral dos Transportes, no encerramento da assembleia geral da associação Astic.

Ministério dos Transportes sucede ao Ministério do Fomento

O Ministério do Fomento de Espanha passará a designar-se, de acordo com María José Rallo, Ministério dos Transportes, Mobilidade e Agenda Urbana.

O programa eleitoral do PSOE de Pedro Sánchez para as Legislativas espanholas de 28 de Abril último incluía esta mudança de denominação e âmbito. Cumpre-se, assim, uma reivindicação antiga dos transportadores, que reclamam mais atenção aos problemas de um sector que dizem ser estratégico para a economia do país vizinho.

Desde 1996 que não existe Ministério dos Transportes em Espanha. Com a vitória do PP de José María Aznar, o ministério adquiriu a  sua actual denominação, de Fomento, mais focado nos investimentos em infra-estrururas,  com Rafael Arias Salgado como primeiro titular da pasta.

Nos últimos dias, foram várias as vozes do sector em Espanha a exigirem um ministério próprio. O último a fazê-lo foi Carmelo González, presidente do Comité Nacional de Transporte por Estrada e reeleito em Maio por mais quatro anos para liderar da associação patronal Conetrans. González exigiu, então, um Ministério dos Transportes, “que lide exclusivamente com as muitas necessidades e problemas que um sector que é estratégico para a economia nacional tem ”.

Também a Astic e a Atfrie (transporte refrigerado) já haviam reclamado um ministério próprio nos dias que antecederam as eleições de Abril.

 

Comments are closed.