A Organização Europeia de Portos Marítimos (ESPO, na sigla em inglês) aplaude o acordo atingido entre Parlamento Europeu e Conselho da Europa sobre a Janela Única Marítima da UE.

O acordo alcançado deverá agora ser formalizado pelo Conselho e pelo Parlamento Europeu para ser aplicado a partir de 2025.

A ESPO defende que este novo sistema, que revogará a actual Directiva sobre os procedimentos de declaração dos navios nos portos comunitários, será um passo importante para reduzir os encargos administrativos e aumentar a atractividade do transporte marítimo.

“Vemos o acordo como um verdadeiro avanço nesta questão muito técnica, mas importante, para o sector marítimo e logístico”, refere, citada pela assessoria de imprensa, a secretária-geral da ESPO, Isabelle Ryckbost. A responsável acredita que a Janela Única Marítima proporcionará “compromissos claros no sentido da simplificação administrativa e de uma cadeia de abastecimento mais eficiente”.

Isabelle Ryckbost saúda também que o novo quadro “reconheça os esforços e investimentos já efectuados e em curso pelos portos europeus para criar uma Janela Única para as formalidades de apresentação de relatórios e todos os outros serviços prestados às partes interessadas na cadeia logística”.

O acordo “cumpre totalmente com a ambiciosa agenda de digitalização de muitos portos europeus”, de acordo com a secretária-geral da ESPO.

 

 

 

Comments are closed.