Operadores portuários de Setúbal e sindicato dos estivadores (SEAL) acordaram prolongar até ao final do mês o prazo para a negociação do Contrato Colectivo de Trabalho (CCT).

“Tendo-se atingido na presente data [hoje, 12 de Março] o termo do prazo acordado entre as partes para o encerramento da negociação do CCT para o porto de Setúbal, sem que tal encerramento tenha sido possível, acordam os signatários em prorrogar o referido prazo até ao dia 31 de Março de 2019”, divulgou o SEAL.

Os signatários foram o sindicato, pelo lado dos estivadores, e as associações patronais AOP e ANESUL.

A negociação do CCT para o porto de Setúbal foi uma das condições que permitiu o fim da greve dos estivadores no porto sadino, em Dezembro do ano passado. O prazo  então fixado – 75 dias – escoou-se sem acordo, por alegadas dificuldades de agenda de uma das associações patronais. Foram, assim, calendarizados mais dois dias – estas segunda e terça-feira – , que todavia não se revelaram suficientes.

Em jeito de comunicado às negociações, o SEAL limitou-se até ao momento a dizer que “decorrem em bom ritmo”.

 

Comments are closed.