Os principais portos do Continente, Açores e Madeira poderão paralisar no próximo dia 27, em consequência da greve de 24 horas convocada pelo SEAL.

O sindicato dos estivadores – agora de âmbito nacional – anunciou hoje um pré-aviso de greve de 24 horas, entre as 8 horas do dia 27 e as 8 horas do dia 28, nos portos de Leixões, Figueira da Foz, Lisboa, Setúbal, Sines, Caniçal, Ponta Delgada e Praia da Vitória.

A paralisação é convocada em sinal de protesto contra as alegadas “práticas anti-sindicais nos portos de Leixões e Caniçal”.

Segundo o sindicado liderado por António Mariano, verifica-se uma “crescente proliferação de práticas anti-sindicais nos diversos portos portugueses, revestindo-se estas de extrema gravidade no porto de Leixões, permanecendo ainda graves no porto do Caniçal”.

No caso do porto nortenho,  o SEAL invoca, em apoio das suas denúncias, um voto de protesto recentemente aprovado na Assembleia Municipal de Matosinhos contra o “clima intimidatório e de repressão” que se viverá em Leixões.

 

Este artigo tem1 comentário

  1. Se não fosse a geringonça estes estivadores comunas e bloquistas eram todos despedidos, eles só fazem greves

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*