Um estudo encomendado pelo Governo à Universidade do Minho defende a passagem das responsabilidades dos transportes públicos de Lisboa e Porto para as autarquias.

Metro de Lisboa

Pedro Camões, um dos autores do estudo (sobre a monitorização das receitas e despesas dos municípios), sustenta, em declarações ao “DE”, que “todos os transportes de natureza local dessem ser tratados de maneira igual”.

“Actualmente, há uma injustiça, já que todos contribuem para os transportes de Lisboa e Porto e o mesmo não acontece com os transportes dos outros municípios”, reforça.

Na mesma linha, acrescenta Pedro Camões, “se a opção for a da concessão a privados, então os outros municípios deveriam também poder fazê-lo. É uma questão de justiça”.

Por iniciativa do Governo, estão em curso os processos de subconcessão a privados da exploração dos sistemas de transportes da Metro e da STCP, no Porto, e do Metropolitano e da Carris, em Lisboa.

Em ambos os casos, as autarquias manifestaram-se críticas do Executivo, chegando, no caso da capital, a contestar o procedimento em tribunal.

Comments are closed.