Em vésperas de novo encontro para sanar a "guerra comercial", o presidente dos EUA anunciou mais um aumento de taxas aduaneiras sobre produtos "made in China . . .

 

*** CONTEÚDO DE ACESSO RESERVADO. FAÇA LOGIN OU TORNE-SE ASSINANTE T&N ***