A Comissão de Transportes do Parlamento Europeu rejeitou a “liberalização” da circulação dos mega-camiões.

Numa votação, relacionada com a revisão da Directiva que fixa os pesos e dimensões, os eurodeputados chumbaram unanimemente a circulação daqueles veículos com até 25 metros de comprimento e 60 toneladas de peso.

“Os mega-camiões já não são da actualidade”, resumiu uma eurodeputada socialista. Os eurodeputados insistem, ao invés, na transferência das mercadorias do modo rodoviário para o transporte ferroviário e fluvial. Em nome da segurança e do meio ambiente.

A Comissão Europeia tem evitado pronunciar-se taxativamente sobre o tráfego internacional dos mega-camiões, ou eurocombis, deixando para os estados-membros vizinhos a decisão de autorizarem, ou não, o cruzamento das fronteiras.

Os comentários estão encerrados.