A Eurogate propõe-se aumentar no curto prazo a força laboral no terminal de contentores de Wilhelmshaven em 50%. O número de trabalhadores deverá passar dos actuais 400 para cerca de 600.

Wilhelmshaven_Eurogate

A necessidade de mais mão-de-obra decorre do crescimento sustentado da movimentação mensal de contentores, que duplicou desde Maio, com o início das escalas das duas mega-alianças, a 2M e a Ocean Alliance.

“Em comparação com outras localizações portuárias, Wilhelmshaven é um porto novo com um terminal de contentores novo. O processo de consolidação actual entre as companhias e as mudanças daí resultantes no mercado oferecem à Eurogate a oportunidade em Wilhelmshaven de nos estabelecermos como um terminal de contentores de primeira classe. Esta é uma oportunidade que queremos e devemos agarrar. Estamos, portanto, a criar as nossas capacidades futuras num ambiente competitivo difícil”, refere, citado em comunicado, Mikkel Andersen, director-geral do terminal de contentores da Eurogate em Wilhelmshaven.

 

 

Comments are closed.