Eurogate e DP World são os vencedores anunciados dos concursos para a concessão do terminal de contentores e do terminal multiusos, respectivamente, do porto de Limassol, avançou o ministro dos Transportes de Chipre.

Chipre - Porto de Limassol

A Eurogate tem como parceiros de consórcio a companhia cipriota Interorient Navigation Company e a luxemburguesa East Med Holdings. Já a DP World lidera um consórcio formado com a sua subsidiária P&O Marine e a cipriota GAP Vassilopoulos.

Ambas as concessões deverão ter a duração de 25 a 30 anos. Entre 10 e 20 anos será o prazo da concessão para fornecimento de serviços marítimos no porto cipriota, ganha pela DP World e a GAP Vassilopoulos.

“Estamos muito satisfeitos com o processo e com o resultado final”, afirmou, citado pela assessoria de imprensa, o ministro dos Transportes, Comunicações e Obras Públicas do Chipre, Marios Demetriades.

A concessão do terminal de contentores atraiu seis concorrentes, entre os quais a Cosco que todavia não passou à fase decisiva. Já os concursos para o terminal multiusos e para a prestação de serviços atraíram cinco e três candidatos, respectivamente.

Chipre  tem como meta angariar 1 400 milhões de euros até 2018, através da privatização de várias empresas estatais, entre as quais o porto de Limassol, para ajudar a liquidar o resgate financeiro de 10 mil milhões de euros que recebeu, em 2013, da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.