Pela primeira vez, uma carta de porte electrónica (e-CMR) foi utilizada na Europa, num transporte rodoviário de mercadorias entre Espanha e França.

e-CMR

 

Um camião da espanhola Primafrío, carregado de laranjas, realizou a operação de transporte entre Huelva e Perpignan, sendo as mercadorias acompanhadas não pelo tradicional CMR mas antes pela versão electrónica do documento, o e-CMR.

Além de poupar papel, o e-CMR permite o acompanhamento em tempo real das mercadorias em trânsito, facilitando muito o trabalho das autoridades e forças de segurança, que podem saber a todo o momento o que foi carregado, onde e quando, e em que camião se encontra a mercadoria.

Além disso, o e-CMR poupa tempo e reduz a ocorrência de erros, dizem os seus defensores.

A experiência agora realizada só foi possível porque Espanha e França já aderiram à convenção e-CMR.

A propósito, o secretário-geral da IRU, Umberto de Pretto, sublinhou que  “o objectivo final do e-CMR é melhorar ainda mais a qualidade da cadeia de abastecimento, com uma maior eficiência e visibilidade; quantos mais membros o utilizarem mais atractivo será o sistema, já que os países que adoptem o e-CMR terão benefícios mútuos”.

 

Tags:

Comments are closed.