O ex-presidente e CEO da Cargolux e o vice-presidente sénior da companhia luxemburguesa foram condenados a penas de prisão de 13 meses pela concertação de preços de carga aérea nos EUA.

Ulrich Ogiermann e Robert Van de Weg reconheceram ter participado num cartel com outras companhias aéreas, o primeiro entre 2001 e 2006 e o segundo entre 2003 e 2006.

A concertação de preços visou a cobrança de sobretaxas de segurança e de combustível, em prejuízo dos clientes.

Os dois quadros de topo da Cargolux (à altura dos acontecimentos) terão ainda de pagar um multa de 20 mil dólares cada um, ao abrigo do acordo negociado com a Justiça norte-americana.

Até ao momento, a Justiça dos EUA já acusou 22 companhias aéreas e 21 executivos do sector em consequência as investigações sobre as práticas de cartelização no sector. No total, os incriminados já pagaram, de forma voluntária ou coerciva, 1,8 mil milhões de dólares de multas.

Comments are closed.