A Metro do Porto vai poder gastar 407,7 milhões de euros na expansão da rede até 2024, mais 100 milhões do que o inicialmente previsto.

Expansão do Metro do Porto custará mais 100 milhões que o previsto

Foi hoje publicada em Diário da República a nova Resolução do Conselho de Ministros que autoriza a Metro do Porto a fazer as despesas necessárias à expansão da Linha Amarela (incluindo um Parque de Material e Oficina) e à construção da Linha Rosa.

A nova Resolução, que substitui outra de Dezembro do ano passado, actualiza na prática os valores previstos para a expansão da rede do Metro do Porto, de 307,7 para 407,7 milhões de euros, depois de os concursos entretanto lançados não terem cumprido os preços-base fixados. A medida é justificada também pela necessidade de lançar urgentemente novos concursos, de modo a cumprir o prazo do final de 2023 para a conclusão das empreitadas.

A despesa de 407,7 milhões de euros (+IVA) será realizada até 2024, prevendo-se para o ano corrente o dispêndio de 32,4 milhões de euros. Em 2021 serão 113,6 milhões, em 2022 112,6 milhões, em 2023 98,4 milhões e em 2024 ainda 30 milhões.

O investimento será integralmente pelo Fundo Ambiental (270,7 milhões de euros) e por fundos comunitários do POSEUR (137 milhões de euros), refere ainda a Resolução do Conselho de Ministros.

Comments are closed.