A indústria portuguesa de metalurgia e metalomecânica fechou o primeiro semestre com exportações de 10,2 mil milhões de euros, de acordo com a associação do sector.

Face ao período homólogo de 2018 verificou-se uma subida de 6,6%, sublinha a AIMMAP.

A Alemanha foi o mercado com o maior reforço absoluto, seguido de Espanha e de Itália. As vendas para a União Europeia subiram, de resto, 8,4%, para um volume de 8,5 mil milhões de euros.

Nos mercados extra-comunitários, e em especial na China e nos EUA, o sector foi mais penalizado, por efeito da guerra comercial entre aqueles dois países.

Se este conflito económico não atingir dimensões demasiado grandes, a metalurgia e metalomecânica lusa pode fechar 2019 com novo recorde nas exportações. Isto tendo em conta que, até Junho, o sector atingiu 55,64% do total das exportações do ano passado.

Comments are closed.