A Far East Land Bridge (FELB) lançou um novo serviço regular de transporte ferroviário de mercadorias entre a China e Itália. O tempo de trânsito é de 18 dias.

O primeiro comboio, carregado com 40 contentores, partiu de Chengdu no passado sábado, devendo chegar ao terminal da Contship, próximo de Milão, no próximo dia 12 de Fevereiro.

Para já, o serviço é quinzenal, mas a prazo deverá passar a semanal. O primeiro comboio destinado à China deverá partir do Melzo Rail Hub na semana 7, também, com uma carga de 40 contentores.

As composições percorrem mais de dez mil quilómetros através de oito países, incluindo a China, o Cazaquistão, a Rússia, a Bielorrússia, a Polónia, a Áustria e a Itália, e vice-versa.

Cerca de 40% das cargas transportadas no primeiro comboio deverão ser tratadas e reexpedidas para outros destinos europeus através da rede Hannibal de serviços ferroviários da Contship.

Aliás, a ideia é combinar o comboio China-Itália com a rede Hannibal, que liga a França e à Suíça, de modo a disponibilizar aos carregadores um corredor China-Europa do Sul.

Esta não é a primeira vez que se realizam comboios de mercadorias entre a China e a Itália. Uma empresa chinesa tentou-o em 2017, mas o serviço não vingou.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.