Cinco meses volvidos sobre o início do primeiro, arrancou ontem o segundo curso de formação inicial de maquinistas promovido pela Fernave.

Tal como na primeira edição, cerca de uma dezena de interessados, com idades compreendidas entre os 21 e os 35 anos, dispuseram-se a investir mais de 15 mil euros para se habilitarem a conduzir automotoras e locomotivas, diesel e eléctricas, em Portugal como no estrangeiro.

O curso terá a duração de 11 meses, compreendendo 1 044 horas de formação teórica/prática e 280 horas de estágio de condução.

Relativamente à primeira edição, que só terminará em Setembro próximo, este segundo curso de formação inicial de maquinistas tem a novidade da formação e certificação nas locomotivas diesel Euro 4000, operadas em Portugal pela Takargo e pela Comsa Rail.

Novidade será também o estágio garantido num operador após o termo do curso com aprovação.

A renovação dos quadros dos operadores nacionais, a entrada de novos operadores com os processos de liberalização, privatização e concessões no sector, a aposta no transporte ferroviário de mercadorias e a expansão dos mercados internacionais (desde logo em Angola e Moçambique) permitem antever que estes futuros maquinistas terão fácil colocação no mercado.

Comments are closed.