A Fernave está a seleccionar engenheiros e outros técnicos para trabalharem na construção da rede do metropolitano de Doha, capital do Qatar. Os interessados podem candidatar-se até ao próximo dia 30.

No total, a empresa internacional que está a contratar através da Fernave pretende preencher vagas em 17 funções distintas, todas relacionadas com a concepção e construção de sistemas de metro.

Em termos gerais, poderão candidatar-se profissionais com grau académico de bacharelato ou licenciatura e uma experiência profissional mínima de dez anos (podendo ir a 15 ou mesmo 20) nas respectivas áreas de actuação. A experiência em concepção e construção de sistemas de metro é também exigida. Além dos conhecimentos de inglês (a língua de trabalho). Os candidatos não poderão ter mais de 60 anos de idade e terão de estar disponíveis para permanecer três anos na capital do Qatar.

Os requerimentos específicos para cada perfil profissional pretendido podem ser consultados no site da Fernave (www.fernave.pt).

A construção do Metro de Doha insere-se num plano de investimentos de 140 mil milhões de dólares que o Qatar se propõe realizar a tempo de receber o “Mundial” de futebol de 2022.

No caso do Metro, as autoridades do Qatar outorgaram os primeiros quatro contratos da primeira fase já no ano passado. Num valor global de mais de oito mil milhões de dólares, foram ganhos por empresas internacionais, entre as quais a italiana Impregilo e a francesa Vinci.

De acordo com a imprensa económica local, o último concurso da primeira fase terá sido lançado há dias. Com um valor estimado em 2,2 mil milhões de dólares incluirá o fornecimento das composições e dos depósitos de material circulante, entre outros.

Comments are closed.