O primeiro dos dois ferries a GNL encomendados pela Baleària ao estaleiro italiano Cantiere Navale Visentini já flutua. É o primeiro navio deste tipo no Mediterrâneo.

A estrutura da embarcação já foi concluída. A entrada em operação do Hypatia de Alejandría, assim se chamará, nas Ilhas Baleares só deverá acontecer, porém, no início de 2019.

A companhia de navegação espanhola continua a apostar no uso de energias limpas, com o objectivo de reduzir as emissões de CO2 em 30%, de NOx em 85% e de enxofre e de partículas em 100%. Por isso, investirá 200 milhões de euros na construção destes dois navios a GNL.

Com 186,5 metros de comprimento e capacidade para 810 passageiros, 2 180 metros lineares de carga rodada e 150 veículos, os ferries terão capacidade para atingir uma velocidade máxima de 24 nós.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.