Os interessados em explorar o ferry entre a Madeira e o Continente têm 70 dias para apresentar as respectivas propostas. O anúncio do concurso foi hoje publicado em Diário da República.

Naviera Armas

O novo anúncio corrige o lançado no início do mês, mas as condições essenciais do concurso mantêm-se como já foram sendo tornadas públicas. Ou seja, a viagem terá de ser realizada em menos de 24 horas, o navio a utilizar terá de ter uma capacidade mínima de 300 pessoas, terá de haver pelo menos uma viagem semanal de ida e volta. etc..

O prazo inicial da concessão é de três anos. O Governo Regional da Madeira dispõe-se a subsidiar a operação com nove milhões de euros.

O anúncio foi hoje publicado depois de um primeiro ter sido divulgado, e logo retirado, no início do mês, devido a “imprecisões”. No entretanto, o processo recebeu “luz verde” da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes e do próprio Ministério do Mar.

Já antes, Bruxelas também dera o seu ok à subsidiação pública do futuro serviço.

Setenta dias é o prazo para a apresentação das propostas. As autoridades do Funchal querem o serviço a funcionar ainda no primeiro trimestre de 2018.

 

Comments are closed.