Um crescimento de mais de 37% na movimentação de mercadorias permitiu ao porto da Figueira da Foz fixar em 2010 um novo recorde de actividade, deixando quase a perder de vista o máximo de 2007.

Em 2010 totalizaram 1,6 milhões de toneladas as mercadorias movimentadas na Figueira. Um salto de quase 439 mil toneladas relativamente ao realizado em 2009, de acordo com os dados divulgados pela administração portuária.

A carga geral deu o maior contributo para o bom resultado alcançado, com um avanço de mais de 51%, ou perto de 261 mil toneladas até às 770 mil. Nos granéis sólidos o crescimento homólogo ficou perto dos 29%, para um total de mais de 668 mil toneladas (mais 149 mil). A carga contentorizada alcançou praticamente as 177 mil toneladas (mais 19% ou 289 mil toneladas).

Na última década, o porto figueirense cresceu a um ritmo médio anual de 7,88%.

José Luís Cacho, presidente da administração portuária, lembra que “se realizaram investimentos significativos, sendo o mais emblemático o prolongamento do molhe Norte” e que “o novo modelo de gestão, através da criação da empresa APFF, está a dar os seus frutos, o que é já reconhecido e até mesmo aplaudido pelo conjunto dos operadores portuários, alguns dos quais muito reticentes no início do processo”.

Comments are closed.