A Ford anunciou melhorias à Ranger. A renovada pick-up começa a chegar aos mercados europeus em meados do ano.

A nova Ranger adopta o motor Ford diesel EcoBlue 2.0 com 130, 170 e 213 cv (os primeiros dois turbo e o último biturbo). As duas versões menos potentes substituem o 2.2 TDCi e a mais potente o 3.2 TDCi.

O novo bloco conta com redução catalítica selectiva (SCR) para optimização das emissões, proporcionando reduções de até 9% nos consumos quando associado à nova transmissão automática de dez velocidades, de acordo com a marca norte-americana.

Disponível nas configurações cabine Simples, Super Cab e Dupla, a nova Ford Ranger tem uma capacidade de reboque de até 3 500 kg e uma capacidade de carga de até 1 252 kg. Com tracção integral de série, o modelo tem capacidade para passagens a vau até 800 mm de profundidade, com 230 mm de distância ao solo. O ângulo de ataque é de 29 graus e o ângulo de saída de 21 graus.

O modelo passa a incluir o sistema de conectividade SYNC 3 da Ford e a tecnologia de modem integrado FordPass Connect.

De acordo com a marca, a Ranger é o primeiro veículo da sua classe a oferecer, de série, o assistente de pré-colisão com detecção de peões e o limitador de velocidade inteligente.

 

Comments are closed.