Itália e França pretendem concessionar a exploração da Auto-estrada Ferroviária Alpina, que desde 2003 liga Orbassano e Aiton, através do túnel de Fréjus.

AE Ferroviária Alpina

Uma tentativa anterior para concessionar o serviço, explorado conjuntamente pela SNCF e Trenitalia, há uns anos, fracassou. Agora, os governos francês e italiano lançaram, a 1 de Agosto, uma consulta para atrair interessados na concessão por um período de dez anos.

A notícia é avançada pelo francês “Journal de l’Environnement”.

Lançada na sequência do incêndio no túnel do Monte Branco, em 1999, e apontada como um sinal dos dois países para “favorecerem a mudança modal no arco alpino, para perpetuar e fortalecer o serviço de transporte de camiões em comboios”, a AE Ferroviária Alpina tem beneficiado de ajudas públicas, autorizadas pela Comissão Europeia.

Cinco comboios ligam diariamente, em ambos os sentidos, as localidades de Orbassano (próximo de Turim) e de Aiton (cerca de Chambery), numa distância de 175 quilómetros, cumpridos em três horas.

As composições podem transportar camiões, semi-reboques, cisternas, caixas móveis, mercadorias perigosas, etc..

Apesar da sua taxa de utilização de cerca de 80%, o facto é que a AE Ferroviária Alpina apenas absorve cerca de 5% do tráfego de pesados de mercadorias na região.

 

Comments are closed.