O governo francês anunciou o congelamento provisório do aumento das portagens das auto-estradas previsto para o próximo dia 1 de Fevereiro. As concessionárias ameaçam recorrer à Justiça.

A decisão de Paris decorre, recorde-se, da conclusão da Autoridade da Concorrência francesa de que as concessionárias das auto-estradas do país distribuíram 17 mil milhões de euros em dividendos desde que foram privatizadas, um número considerado abusivo pelo governo gaulês.

O Executivo já há meses que ameaçava proibir o aumento previsto, de 0,75%, nas portagens a partir de Fevereiro. Ainda no passado dia 4, numa entrevista transmitida pelo canal de televisão RTL e pela rádio LCI, a ministra da Ecologia, Ségolène Royal, disse que “seria chocante” que em Fevereiro houvesse um aumento das portagens, como pretendido pelas concessionárias.

Quem não está, naturalmente, satisfeito com a decisão são as concessionárias das auto-estradas, que ameaçam agora levar o Estado francês a tribunal.

Tags:

Comments are closed.