O governo francês previa aoiar a criação de 1 500 quilómetros de novas linhas num prazo de 15 anos. Mas o programa lançado pelo Ministério da Ecologia está a superar as expectativas.

Até 2013, estarão em construção ou já em operação cerca de mil quilómetros de novas linhas de transporte colectivo em sítio próprio um pouco por toda a França. Hoje mesmo foram divulgados os 78 projectos seleccionados no âmbito da segunda chamada do projecto, e que serão apoiados com 590 milhões de euros de fundos públicos.

Os 78 projectos são da responsabilidade de 54 entidades promotoras. Que têm agora 18 meses para confirmar o avanço dos empreendimentos, de modo a que no final de 2013 todas obras estejam já no terreno.

Os sistemas de autocarros de grandes prestações estão em clara maioria, com 45 projectos no total de 78. Outros 29 projectos prevêem a criação de metros ligeiros, dois apontam para a implementação de metros e um avança com uma ligação marítima – uma novidade, diga-se.

Na primeira chamada deste programa, em 2009, foram seleccionados 52 projectos e outorgados apoios no valor de 810 milhões de euros.

No cômputo das duas chamadas já realizadas, os 130 projectos apoiados prevêem a construção de 1 000 quilómetros de novas linhas de transporte colectivo em sítio próprio.

O objectivo do programa, criado pelo governo de Paris no âmbito do “Cabaz do Ambiente”, é apoiar a criação de 1 500 quilómetros de novas linhas, num horizonte de 15 anos. A manter-se o ritmo, tal desiderato poderá ser já alcançado na terceira chamada, a realizar ainda este ano.

Comments are closed.