O governo francês diz ter consciência das dificuldades por que os transportadores rodoviários passam no país, mas recusa alterar a lei da cabotagem por entender que tem de haver uma solução concertada em toda a Europa contra o “dumping” social.
Motoristas em descanso

A posição foi deixada, em resposta à solicitação de várias associações de transportadores, pelo secretário de Estado dos Transportes francês, Alain Vidalies, na feira de transportes e logística SITL, em Paris.

Alain Vidalies salientou, ainda assim, que as autoridades gaulesas estão a trabalhar na revisão dos controlos que França e outros países europeus fazem a empresas transportadoras do Leste da Europa. O governante salientou que será apresentado um relatório no próximo dia 15 de Abril.

O secretário de Estado dos Transportes francês explicou que as conclusões contidas no documento serão partilhadas com as federações e associações do sector para analisar as medidas a colocar em prática, entre as quais o controlo a empresas estrangeiras. Entretanto, há já relatos de que organizações como a OTRE Bretagne estão a realizar controlos ilegais aos motoristas nas estradas francesas.

 

Comments are closed.