A frota da marinha mercante com bandeira da Dinamarca atingiu, em Abril, o máximo histórico de 14,6 milhões de toneladas de arqueação bruta (16,6 milhões de toneladas de porte bruto), de acordo com os dados revelados no encontro anual da Associação Dinamarquesa de Armadores.

Maersk Line

Segundo os números da associação, em Janeiro de 2014, o total de arqueação bruta da frota dinamarquesa era de 12,3 milhões de toneladas.

A frota controlada pela Dinamarca inclui 1 800 navios, dos quais apenas pouco mais de um terço (658) têm bandeira do país nórdico.

Em 2014, as companhias de navegação dinamarquesas atingiram, pela terceira vez, um recorde em termos de desempenho económico, ao contribuírem com 204,5 mil milhões de coroas dinamarquesas (27,4 mil milhões de euros) para a balança de pagamentos do país.

O sector representa cerca de 20% do total das exportações dinamarquesas, cerca de um terço das quais para mercados emergentes fora da União Europeia.

“A tonelagem de arqueação bruta não é garantia de mais ganhos e empregos dinamarqueses, mas é uma boa base para influenciar e desenvolver oportunidades e significa que a Dinamarca continua a ser um dos maiores Estados de bandeira. Isso significa algo quando queremos que o resto do mundo siga os elevados padrões da Dinamarca e significa algo nestes períodos eleitorais, em que estamos em conversações com os políticos dinamarqueses sobre a importância do transporte marítimo para o crescimento da economia nacional”, afirma, citada pela assessoria de imprensa, a directora-geral da Associação Dinamarquesa de Armadores, Anne H. Steffensen.

Comments are closed.