A frota mundial de navios porta-contentores continua a crescer, mas a um ritmo mais lento. Foram precisos 12 meses para passar dos 15 milhões para os 16 milhões de TEU.

A barreira dos 16 milhões foi ultrapassada na semana passada, contando-se agora 4 952 porta-contentores celulares, com uma capacidade total de 16 017 550 TEU, de acordo com os cálculos da Alphaliner.

Desde o início do ano, calcula aquela consultora, entraram ao serviço 772 mil TEU (serão 802 mil no final do mês), o que corresponde a um aumento de 5% face à capacidade da frota mundial no final de 2011.

Ainda assim, foram precisos 12 meses, desde Junho do ano passado, para se passar dos 15 milhões para os 16 milhões de TEU. Isto quando bastaram dez meses para subir dos 14 milhões para os 15 milhões, e apenas nove meses para se chegar dos 13 milhões aos 14 milhões, sublinha a Alphaliner.

O abrandamento do ritmo de crescimento é atribuído pelos analistas de Paris ao aumento do desmantelamento de navios: 89 navios e 163 mil TEU desde Janeiro, contra 107 mil TEU em todo o ano passado.

Para o segundo semestre, a Alphaliner antecipa a entrada no mercado de mais 670 mil TEU, ao passo que o ritmo de desmantelamento de navios mais antigos deverá abrandar significativamente em consequência da baixa de 20% nos preços.

A Maersk lidera destacada o mercado mundial, com uma quota de 16%, correspondente a cerca de 2,6 milhões de TEU, seguida da MSC, com 13,5% e 2,2 milhões e da CMA CGM, com 8,1% e 1,3 milhões de TEU.

Comments are closed.