O Funchal voltou a ser, em 2017, o maior porto de cruzeiros nacional, destronando Lisboa. Juntos com Leixões, os três principais portos contaram mais de 1,1 milhões de passageiros.

No ano passado, o movimento de passageiros no Funchal atingiu 539 197 passageiros, mais 4% do que em 2016 e o suficiente para recuperar a liderança no sector em Portugal.

O porto madeirense beneficiou, para tanto, da ligeira quebra de movimentos em Lisboa, por onde passaram, em 2017, 521 042 passageiros de cruzeiros, menos 0,3% do que no ano anterior.

A uma outra dimensão, o porto de Leixões foi, entre os três principais players, o que mais cresceu no ano findo: 33% para 95 562 passageiros.

Em termos agregados, o número de passageiros de cruzeiros nos três portos cresceu 3,9%, ultrapassando os 1,16 milhões de cruzeiristas.

Em número de escalas, Lisboa foi ainda líder, com 330, seguido do Funchal, com 289, e de Leixões, com 100.

Para 2018, já se sabe, Leixões terá um novo recorde de cruzeiros e Lisboa espera o melhor ano de sempre na actividade.

 

Os comentários estão encerrados.