O F2i, fundo italiano especializado em infra-estruturas, anunciou ter entrado no negócio portuário ao comprar o grupo Porto di Carrara ao empresário Enrico Bogazzi.

Fundo italiano F2i comprou três terminais em Itália

O F2i contou com o auxílio da Venice Shipping and Logistics como consultor industrial para fechar o negócio, por valores não revelados pelas partes.

O Porto di Carrara controla três terminais em Itália, situados em Marina di Carrara, Marghera e Chioggia. Estes terminais geram receitas acumuladas anuais de 59 milhões de euros e movimentam cinco milhões de toneladas de cargas fraccionadas, cargas de projecto, produtos siderúrgicos e granéis sólidos.

“O F2i decidiu entrar no sector de terminais portuários de granéis, já que, esta é uma peça vital de infra-estruturas em termos de fornecimento de sectores industriais italianos e um centro estratégico para a economia do país” comentou, em comunicado, o CEO do fundo, Renato Ravanelli.

“É um segmento fragmentado, com numerosos pequenos operadores: a F2i, mantendo a sua missão de actuar como um agregador em sectores estratégicos para a nossa economia, está a preparar-se para criar um campeão nacional sob controlo e gestão italianos, que pode garantir acesso neutro a infra-estruturas estratégicas, neste caso os portos”, acrescentou.

O F2i é o maior fundo de infra-estruturas em operação na Itália e um dos principais da Europa. Tem activos sob gestão que ascendem a cerca de cinco mil milhões de euros, tendo investido em áreas fundamentais da economia italiana: aeroportos, energias renováveis, distribuição de gás natural, ciclo integrado da água, telecomunicações, redes lógicas e saúde.

Comments are closed.