A pensar nos cada vez mais motociclistas que levam as suas máquinas para os quatro cantos do mundo, a Garland Transportes desenvolveu uma solução de transporte paletizado específico para as motas.

dav

O novo serviço tem o arranque formal anunciado para Setembro, mas as experiências já realizadas fazem prever que em breve será possível aumentar a capacidade de oferta, actualmente limitada a cerca de 20 ciclomotores acondicionados em paletes construídas propositadamente para o efeito.

“A Garland começou por fazer pontualmente algungs transportes terrestres de motos. Habitualmente, os motards viajam de avião para diversas partes do mundo para participar em concentrações, ou simplesmente em lazer, e fazem transportar as suas motos via camião. Percebemos que há uma enorme procura para este tipo de serviço e que a Garland pode responder às necessidades”, explica Sérgio Freitas, director da Garland Trânsitos, citado em comunicado de imprensa.

Para o arranque do serviço, a operadora tem já agendado o transporte para a Polónia de “pelo menos, sete motos” de um grupo de motociclistas portugueses. Mas mais se perspectivam. Isto porque, sustenta Sérgio Freitas, há muitos motards a quererem viajar para a Escócia, a Escandinávia e países do Leste da Europa que, até agora, não encontravam uma solução que garantisse o transporte das suas motos em condições apropriadas. Razão por que o responsável acredita que em breve será preciso duplicar o número de paletes.

No ano passado venderam-se em Portugal 23 677 novos veículos de duas rodas, triciclos e quadriciclos, o que representou um crescimento de 10,8% face ao ano anterior, segundo os dados divulgados pela ACAP.

 

Os comentários estão encerrados.