A plataforma de Lisboa-Norte, um caso de insucesso do Portugal Logístico, poderá conhecer agora um novo fôlego com a entrada em cena da Gazeley, uma promotora imobiliária especializada em parques logísticos.

A empresa, com sede em Londres e negócios no Reino Unido, Europa Continental, Médio Oriente e R.P. China, entra agora no mercado português assumindo a promoção dos cerca de 400 mil metros de área logística disponíveis na plataforma de Castanheira do Ribatejo, propriedade da espanhola Saba Parques Logísticos.

A plataforma logística, que se estende por 100 hectares, está totalmente urbanizada, dispõe de acessos rodoviários directos à A1, integra uma estação ferroviária e poderá dispor de acessibilidades fluviais assim se concretize o projecto do Grupo ETE.

O modelo de negócio da Gazeley assenta na disponibilização de estruturas logísticas construídas de acordo com os critérios definidos pelos clientes. Entre eles, segundo a informação disponibilizada no site da companhia, contar-se-ão operadores como a Norbert Dentressangle, a Geodis, a Tesco ou a Walmart.

“Portugal é um mercado atractivo para a Gazeley e oferece novas oportunidades para a nossa actividade, razão pela qual acreditamos que no futuro possamos vir a desenvolver mais projectos no país”, justificou José de la Calle, diretor-geral de Gazeley para Espanha e Portugal, em comunicado emitido a propósito,.

Comments are closed.