O primeiro comboio-bloco realizado pela GEFCO para o grupo PSA demorou 19 dias a ligar Wuhan (China) a Dourges (França).

GEFCO - Comboio China-França

A composição, carregada com contentores de 40″, partiu de Wuhan a 3 de Novembro e chegou a Dourges a 22, depois de atravessar  p Cazaquistão, a Rússia, a Bielorrússia, a Polónia e a Alemanha, num percurso de cerca de 11 mil quilómetros, cumprido a uma cadência média de 600 quilómetros diários.

A GEFCO geriu e coordenou o projecto, com parceiros ferroviários em vários países, juntamente com as equipas da GEFCO Forwarding sedeadas em Xangai, Moscovo e Paris.

Actualmente a GEFCO gere um fluxo mensal de cerca de 300 TEU em ambos os sentidos na ligação ferroviária ao longo da Rota da Seda.

A operadora logística sublinha que o modo ferroviário é complementar aos fretes marítimo e aéreo, sendo mais rápido que o primeiro e mais barato que o segundo.

Os fluxos de mercadorias assim garantidos são constituídos, no essencial, por peças automóveis e produtos electrónicos oriundos da China e, no sentido inverso, bens de consumo, serviços refrigerados e peças sobressalentes para o mercado pós-venda chinês.

Comments are closed.